Meu carnaval em Inhotim - Dicas e muitas fotos!


Conhecer Inhotim fazia parte da minha lista de desejos de 2014. No mês de março, eu e Zé aproveitamos a folga do Carnaval pra fazer essa viagem e ver todas aquelas obras incríveis ao vivo. Eu sei que já passou um tempinho, mas nunca é tarde pra deixar registrado minha experiência por lá, algumas dicas e muitas fotos. Vamos lá?


Como chegamos em Belo Horizonte

Fomos de avião. Desembarcamos no Aeroporto de Confins e lá pegamos um ônibus executivo que faz a conexão aeroporto-centro de BH (aproximadamente 50min). A empresa que faz a conexão é essa aqui. O guichê de vendas é no saguão do aeroporto, não precisa comprar com antecedência. 


Onde ficamos em Belo Horizonte

Por causa do feriado, só encontramos pacotes fechados caríssimos em Brumadinho e resolvemos nos hospedar no centro de Belo Horizonte mesmo, no Hotel Ibis da Praça da Liberdade. No final das contas, preferimos porque tínhamos infinitas opções para sair à noite, quando chegávamos de Inhotim. 


Como fomos pra Inhotim do centro de BH

De ônibus. A empresa que nos levou até lá foi a Saritur. O tempo médio dessa viagem é 1h30, então achamos super tranquilo de fazer isso nos dois dias que visitamos o parque. Para conhecer os horários e valores do ônibus clica aqui.


O Parque

A entrada custa R$ 16,00 ou R$ 8,00 para estudantes. Às terças, a entrada é gratuita! Existe a opção de fazer visita guiada (o que é muito legal para quem busca maiores informações sobre as obras) e existe a opção de transporte interno (um carrinho que agilizou nossa vida!). Os dois serviços são contratados direto no parque.


Dicas 

1. Impossível ver todas as obras em um dia de visita. Fomos dois dias: no primeiro, vimos todo o lado direito do parque (sem carrinho) e no segundo, contratamos o carrinho para visitar o lado esquerdo, que foi o que mais gostamos! 

2. Nossos dias de visita caíram numa terça (entrada gratuita) e quarta. Se você adora tirar fotos e gosta de fazer isso com calma e sem muita gente por perto, recomendaria ir a partir de quarta. Terça estava muito cheio! 

3. Como a maior parte do trajeto é feito à pé, não esqueça de levar protetor solar e óculos de sol! Se você esquecer de levar sua câmera, não se preocupa – eles emprestam. :)


 
Obras Favoritas

Minha favorita, sem dúvidas, foi a obra sonora The Murder Of Crows (2008), da Janet Cardiff e George Miller. É sensacional!

Dentre as outras que eu amei, estão: O Som da Terra (2009), de Doug Aitken) / Galeria Lygia Pape (2012) / Elevazione (2000), de Giuseppe Penone / Invenção da Cor (1977), de Hélio Oiticica / Caleidoscópio (2001), de Olafur Eliasson / Piscina (2009), de Jorge Macchi / Folly (2005), da Valeska Soares / De Lama Lâmina (2004), de Matthew Barney / Linha + Espelhos (sem título! - 2004), de Edward Krasinski / Seção Diagonal (2008), de Marcius Galan / Forty Part Motet (2001), de Janet Cardiff (de novo!) 


Eu amei muito e recomendo à todos! 
Mais infos:  inhotim.org.br



As ilustrações lindas de Kris Atomic


Como não amar essas ilustrações de verão da Kris Atomic? O trabalho dela é sensacional.

Vejam mais em: krisatomic.com
E também tem lojinha!    shop.krisatomic.com 



Chet Faker


Esses dias tenho visto muita gente falando sobre Chet Faker, que eu apresentei nesse post lááá em 2012! Vale conferir. A notícia boa é que ele finalmente vai lançar seu primeiro álbum no mês que vem, intitulado Built on Glass. O melhor de tudo é que o anúncio veio com uma música inédita, a Talk Is Cheap, que é uma delicia!


No ano passado, o cantor se juntou ao Flume pra lançar o Lockjaw, um álbum com três músicas, um clipe e muita qualidade. Aproveita pra baixar o trabalho dele por esses links:

→ Flume & Chet Faker – Lockjaw (2013)
→ Chet Faker – Thinking In Textures EP (2012)

Pra relembrar todos os posts musicais que fiz pra Maria Filó, vem aqui. Tem quase 150 posts com várias dicas de artistas bacanas! :)



Um cinema ao ar livre abandonado no Egito!



To de boca aberta com esse cinema abandonado no meio do deserto de Sinai, no Egito. São centenas de cadeiras pra um cinema ao ar livre! O fotógrafo Kaupo Kikkas visitou recentemente o local e fez essas fotos.

No seu blog, ele conta a história. Um belo dia, muito tempo trás, um francês estava no deserto de Sinai quando teve a grande ideia e se perguntou: como ainda não existem cinemas no deserto? Ele voltou pra Paris, providenciou assentos e todos os equipamentos necessários de projeção. Na noite de abertura, houve um problema. As autoridades do Egito não estavam muito interessadas na ideia e decidiram sabotar o gerador naquela noite. Conclusão: nunca nenhum filme foi exibido nesse cinema e ele está lá até hoje, abandonado no deserto. E mais: dá pra ver através do Google Maps! haha





Fred vai à praia


Olha quem amou e ficou feliz da vida por ter ido pra praia ontem. 
Fred lindo!



E por falar em Instagram...

foto emprestada de @zefelipe 
Olha que legal! Para comemorar seus 150 mil seguidores no Instagram, a Farm decidiu fazer um picnic coletivo! Vai ser um Instameet na Lagoa Rodrigo de Freitas, das 15h até o pôr do sol. O local exato vai ser divulgado no sábado, então fica de olho no @adorofarm

Eu estarei lá, como uma das embaixadoras, comemorando meus 10 mil seguidores ao lado de um monte de gente bacana como André Carvalhal, Carla Lemos do Modices, Paulo Del Valle (comemorando seus 200 mil seguidores), a Ciça e seu labrador Polo do Caopanheiro, as duas professoras do Soul Yoga Flow, o casal Minduim + Manuella, o Bruno Bezerra e a galera do Zee Dog

Vamos? Aproveita e leva seu cãozinho também!

→ Nesse post tem todas as informações que você precisa saber.

→ Nesse álbum tem várias ideias de comidas e decoração pra fazer bonito no picnic. No blog também tem várias dicas!

→ Aqui o evento no Facebook.  

Nos vemos lá!  :)



Pin It button on image hover